Sexta-feira, 27 de Abril de 2007

De saltos altos... eu me contenho!

De saltos altos eu me contenho... para não gritar, para não bater com os pés, para não mandar vir com toda a gente que me apareça à frente e para tantas outras coisas...

Uma mulher de saltos altos (hoje, mais altos era impossível!) à beira de um ataque de nervos, é assim que me defino hoje... Ontem terminei o dia com um banho quente e demorado e aqui confesso onde me fartei de chorar, chorar até mais não... limpei (parte) da alma e do corpo em simultâneo.
Se fiquei mais leve? Nem por isso, mas não me consegui conter...
E hoje por motivos profissionais, e não só, sinto que me estou a conter em todos os aspectos, porque eu não sou assim... sou mais do tipo vulcãozinho prestes a entrar em erupção constantemente...

Para mim parar é morrer e abrandar é começar a andar  para a cova. Bem sei que Roma não se fez num dia, mas acho que se assim não foi, foi porque ninguém se lembrou de o fazer...
Tenho uma ânsia enorme de viver, viver a vida, novas emoções, novas sensações... se calhar tem a ver com o passar dos trinta, mas eu acho que não, eu sempre fui assim, apesar de ter abrandado (por momentos) o ritmo quando nasceu a minha filha... mas neste momento sinto-me preparada para voltar à carga!!

São dilemas de uma mulher de saltos altos... mas continua-me a apetecer fazer coisas, e mais coisas... e já agora gritar, mas por ora tenho de me conter!

Sabem aquela música do Robie Williams - Feel? É mais ou menos assim que me sinto....
Hoje estou...:
publicado por Carla às 16:45
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De oamante a 30 de Abril de 2007 às 16:42
Eu sei, é terrível querermos viver a 110%! Tens é de arranjar algo que te abrande um pouco. talvez voltares à universidade fosse bom.
Por outro lado, percebo a tua família: eles precisam de ti, vês?
É tão difícil a vida, mas ainda não percebi porquê.
Lá em casa também foi preciso a minha mulher largar o trabalho para adquirir mais habilitações, pois a "empresa" dela estava mais ou menos a fechar.
Foi difícil, talvez, mas os cinco anos passaram-se rápido. e foi bom, porque eu cuidei muito da minha filha, pois a minha mulher ia para as aulas e trabalhos e eu ficava com ela à tarde. Vi-a crescer, primeiro sentar-se na cama, com almofadas, depois "arrastar-se" e finalmente andar! e a fala... Lol. Isto são cosas boas da vida! Procurar outras é... puro desperdício.
Claro que nem tudo foram rosas: a minha mulher não gostava de não ter dinheiro seu, mas eu sempre lhe disse que era nosso, pois ela estava a fazer um investimento, que hoje está a dar os seus frutos, pois conseguimos viver meio desafogados. E eu nunca assumi aquele papel de lhe dar o dinheiro à laia de favor. O dinheiro sempre foi dos dois, pois foi uma opção dos dois.
O mais intrigante é que ela nunca admitia bem isso de o dinheiro ser nosso, o que me fez questionar o que me aconteceria se eu ficasse algum dia sem emprego!
Mas hoje estamos bem e temos uma conta única: não consigo perceber como há casais que vivem com contas separadas e cada um paga uma coisa!
Por isso, é importante vocês se sentarem todos à mesa e falar: tu com eles e eles contigo.
De Carla a 2 de Maio de 2007 às 12:16
Voltar a estudar... voltar aos bancos da faculdade... adoro tornar a pensar nisso e é uma questão que tenho equacionado bastante, e no meu caso funcionaria na minha ânsia de querer manter-me em constante aprendizagem. É uma hipótese, e neste momento apenas considero uma hipótese porque não sei até que ponto chegará para me fazer sentir melhor... mas eu não me imagino a deixar de trabalhar, nunca!! E não tem a ver com o dinheiro, tem a ver comigo mesma... eu comecei a trabalhar à rebelia dos meus pais quando entrei para o 12º ano (que fiz à noite contra vontade deles) e prossegui faculdade à noite também... mas na altura não tinha uma filha e não era casada...
Bem sei que o meu marido e a minha filha sentem a minha falta, não gosto da palavra precisar... mas será que é bom para eles terem por perto uma mulher e uma mãe frustada?! Não sei... tenho que pensar muito bem (se isso chega para me sentir melhor, porque se não for por aí, até que ponto justifica eu sacrificra a minha família à minha ausência todas as noites, e ocupar parte dos fins-de-semana a estudar) e falar com eles como tu dizes!
De oamante a 3 de Maio de 2007 às 14:28
Só saberás... tentando... ou equacionando a situação pelo prisma da família!
De condescendência a 30 de Abril de 2007 às 22:31
Os saltos altos são uma poderosa arma. Eu também os uso e quando estou sem eles mem é bom pensar...
Mas se te apetece fazer coisas segue em frente... conter uma erupcção pode ser muito perigoso, é que mais tarde ela pode ser bem pior, virar-se contra quem a conteve e o resultado final é sempre mais devastador... E acho que é mesmo os 30 que nos fazem querer mais e mais... Força!
De Carla a 2 de Maio de 2007 às 12:23
Os 30 fazem-nos olhar para trás e verificar na nossa vida tudo o que gostaríamos de já ter feito e não fizémos... não interessa os motivos... e o tempo começa a escassear... e nós sabemos que há coisas que se não forem feitas agora se calhar não faz sentdo continuar a sonhar com elas... Mas um dia concerteza vamos olhar para trás e arrependermo-nos... e é isso que não quero: arrepender-me e (inevitavelmente) culpar pessoas e situações por não ter concretizado coisas que são importantes para mim... e que no fundo, e no seu conjuntocontribuem para a minha felicidade.
De barafundida a 2 de Maio de 2007 às 09:11
Pronto, agora já há uma pessoa a achar que se enganou no blog! Tenho uma amiga que diz que
ao ler o que escreves, lhe parece estar a ler-me
a mim... : )
Bjs
De Carla a 2 de Maio de 2007 às 12:24
Onde é que eu já ouvi isso???!!!
;)
Bjs
De barafundida a 2 de Maio de 2007 às 13:48
Tenho a certeza de que se procurares bem, no fundinho de ti encontrarás a resposta. Sabes que muitas vezes até já a encontramos, só que não queremos ver...
Bjs
De Carla a 2 de Maio de 2007 às 14:29
Bem sei que sim...
:s
Bjs

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Quero férias!!

. A magia da noite

. 7 verdades sobre mim...

. ... e outra vez!

. Fui nomeada uma...

. Cansada...

. Íman

. Que saudades...

. ...

. Pequeninas grandes coisas...

.arquivos

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds