Segunda-feira, 28 de Maio de 2007

Pequeninas grandes coisas...

Há quem diga que a felicidade está em dar valor às pequenas coisas que a vida tem para nos oferecer... eu lamento mas não concordo...
Se assim fosse porque é que todos passamos a vida a pedir coisas maiores? E porque é que concentramos a nossa felicidade nessas mesmas coisas maiores? Não bate a "bota com a perdigota"... e não, não me contento com pouco, ou com coisas pequeninas...
Mas também não nego que que há pequenas grandes coisas que me permitem usufruir de muitos e bons momentos, e quanto mais frequentes eles forem maiores são as hipóteses de me permitir a um sentimento que acredito que ande muito próximo da felicidade!
Não nego que, por exemplo, ter a minha filhota a dizer-me "Mamã és tão bonita", ou "Mamã gosto tanto de ti"; ou ter o meu marido a dizer-me "Amo-te mais que tudo", "Desejo-te a toda a hora", "Não imagino a minha vida sem ti", me dá um novo alento, faz-me sentir querida, amada e desejada, e nos momentos que me sinto pior recordo as palavras deles e inevitavelmente esboço um sorriso... Mas para mim estas são pequeninas, mas grandes coisas! São palavras que para mim têm um valor incalculável... e que me dão ainda mais força para prosseguir com os meus objectivos!
Mas também não nego que de tanto ouvir que há que dar valor a pequeninas coisas me sinta um bocadinho como que uma peça com defeito, ou carta fora do baralho, pelo facto de querer sempre mais e melhor... e ambicionar lá chegar... mas será que o defeito não está em quem quer sempre pouco, pequeninas (mesmo pequeninas) coisas?
"Eu quero pouco da vida, para mim basta-me isto ou aquilo...", "Eu contento-me com pouco, não sou muito exigente...", "Vale mais ter pouco que nada"... são expressões e formas de estar na vida que me irritam solenemente... porque para mim mais não são do que desculpas para não lutar por mais... apesar de em sonhos ambicionarem sempre mais!

Hoje estou...:
publicado por Carla às 14:33
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Bo-neco a 28 de Maio de 2007 às 15:40
O encontro da felicidade é pessoal, e não um modelo que possamos dar para os outros. Por isso cada um de nós deve-se apoiar nas coisas que realmente nos dão ou trazem prazer.
Não acho que sejas demasiado exigente ou uma peça com defeito. Apenas tens uma vontade enorme de sentir desejada e realizada. E eu que te conheço mais ou menos bem acho que és uma mulher muito especial.
Ao longos destes 8 anos de casado tenho aprendido uma imensidão de coisas contigo, tens me mostrado a tua beleza interior com palavras e gestos de carinho e amor.
Amo-te muito e quero estar ao teu lado para sempre caso te consiga fazer uma mulher feliz. Pelo menos na parte que me toca.
CHUAKKKKKKKKKK
De Carla a 28 de Maio de 2007 às 18:26
Nem sempre é bom ser-se especial... os seres especiais inspiram cuidados em termos de tratamento, "manuseamento", e tantas outras coisas... mas eu também acho que sou especial... por vários motivos! É uma das minhas sinas...
Mas a aprendizagem é mútua, só assim faz sentido o casamento, dando e recebendo, se assim não for, em todos os aspectos, deixa de ter sentido, não é?
Eu também te amo muito!!
De Cláudia Oliveira a 28 de Maio de 2007 às 16:05
De oamante a 28 de Maio de 2007 às 16:35
Sabes, Carla, quando te digo para prestares atenção às pequenas coisas da vida, não é para descurares as maiores. Conheci um homem que dizia: «Na vida há que tomar atenção aos pormenores. Mas nunca devemos descurar os "pormaiores"! Tinha razão ele.
Agora, se ligares aos pormenores, pode ser que consigas verificar que há mais "pormaiores" do que pensavas.
Contudo, há uma altura na vida, em que pretendemos atingir a felicidade plena, algo que hoje em dia, considero um utopia! Não te peço que me compreendas, porque nunca passaste pela minha idade, mas eu já passei pela tua (ideia a ter em conta quando falamos com adolescentes, desculpa o parentesis).
Pois eu digo-te: Vai! Procura a tua Felicidade!
Vês? Foi-me fácil a mim dizê-lo, mas para ti, sabes que não será nada fácil procurar a tua felicidade.
Primeiro que tudo, a tua felicidade pode não ser a da tua família e aí terás de optar, o que te colocará numa encruzilhada na qual eu não gostaria de estar!
Segundo, a felicidade que encontrares... pode não ser eterna. E aí o que farás? Sabes que não poderás voltar atrás, a não ser que tenhas uma família que te diga: Oh mãe/mulher vai lá buscar a tua felicidade e se não a encontrares... voltas para nós que ficaremos aqui à tua espera!
É duro? É... muito! Mas também sabes que é a verdade nua e crua!
Já tens as hipóteses, escolhe e sê feliz!
Sei que estou a ser duro, mas agora percebes porque razão as pessoas te dizem: «olha... vê os pormenores e deixa lá os "pormaiores"!
No entanto, podes lutar por aquilo que desejas, desde que haja um consentimento da família. Há coisas que te trarão a felicidade e que um bom diálogo resolvem.
Sabes, a vida não nos foi oferecida... foi imposta. Temos de tentar viver como podemos.
Há pessoas que arriscaram tudo e vivem hoje os seus sonhos. São poucas.
De Carla a 29 de Maio de 2007 às 11:03
Sim, é sempre mais fácil dizê-lo do que fazê-lo...
Mas nunca na vida eu pensei na possibilidade de deixar a minha família à espera enquanto eu corria atrás da felicidade... porque para mim isso não tem sentido... a minha família faz parte de mim!
Agora se a minha felicidade é ou não é a da minha família... em muitas coisas acho que sim, noutras não, mas só porque antes de eu ser mãe, amante, companheira e amiga... eu sou uma mulher ambiciosa, com sonhos, objectivos e vontade própria!
Uma família é constituída por indivíduos, cada um com as suas diferenças e necessidades...
Quanto a mim, apesar de corajosa, confesso que não sou capaz de arriscar tudo em prol dos meus sonhos, é que os sonhos podem não passar disso mesmo.
Mas eu percebi a história dos pormenores e pormaiores...
De aspalavrasnuncatedirei a 29 de Maio de 2007 às 10:30
Passei só para de desejar um bom dia e oferecer-te uma
De Carla a 29 de Maio de 2007 às 10:44
Obrigado!!
Um muito bom dia para ti também Sandra.
De barafundida a 29 de Maio de 2007 às 11:25
Por vezes parece uma luta em vão... porque é um ciclo vicioso. O melhor é aproveitar o que dá para
aproveitar, mesmo que nos pareça pouco.
Bjs
Já viste que parecemos uma montanha russa!
De Carla a 29 de Maio de 2007 às 11:38
Sim, uma montanha russa... mas daquelas muito elaboradas... admiradas por todos e temidas por muitos!
Bjs
De barafundida a 29 de Maio de 2007 às 11:41
E os loopings, ninguém merece!
Bjs
Admiradas por todos... gostei!
De minds a 29 de Maio de 2007 às 12:41
Admito k nao me kontento kom pouko.... gosto do k tenho e valorizo-o mas preferia ter mais e luto para o konseguir!!!

bjs :)
De Carla a 29 de Maio de 2007 às 15:05
Que nem eu....
Obrigado pela visita!
De Tg a 29 de Maio de 2007 às 23:16
Bem…Eu dou valor às coisas pequenas, mas nunca recuso uma grande…
E posso dizer-te que me contento com pouco……de mitómana que sou!
Na realidade, sei tirar partido de todas as coisas pequenas que a vida me proporciona e deleitar-me com elas como se fossem os maior tesouros… Mas como tu, também sou exigente e quero por vezes coisas grandes, enormes…
Mas não perco o sono por isso, acho que é um comportamento perfeitamente “normal”, como seres humanos que somos em constante mutação, procurando preencher todas as necessidades que achamos serem para nós essenciais.
O lema é nunca parar!
…de querer
…de sonhar
…de exigir
…de concretizar
…de conquistar
Etc…
Bjo, fica bem.
De Carla a 30 de Maio de 2007 às 15:58
No fundo, no fundo és também muito exigente e não te contentas com tão pouco assim... mas isso não tem mal nenhum!
Bj
De Fernanda a 25 de Agosto de 2008 às 23:35
Olá! Eu adorei o seu texto e até coloquei no meu blog, mas dei seus devidos créditos.. continue assim! :)

beijocas

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Quero férias!!

. A magia da noite

. 7 verdades sobre mim...

. ... e outra vez!

. Fui nomeada uma...

. Cansada...

. Íman

. Que saudades...

. ...

. Pequeninas grandes coisas...

.arquivos

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds