Segunda-feira, 16 de Abril de 2007

É bom sentir-me amada...

É bom sentir-me amada depois de quase 11 anos de vida em comum...

Casámos à quase 9 anos, e o nosso namoro começou quando menos esperava, não estava nem aí para paixões, nem nada que se parecesse, estava concentradíssima na faculdade, e pouco mais, mas a tua simpatia e a simplicidade com que me abordaste foi o que mais me fascinou! Não és um homem feio, nem nada que se pareça... mas não foi a tua beleza que me atraiu numa primeira instância!

Foste-me conquistando aos poucos, com muito carinho, atenção, compreensão, amor e muita amizade e quando eu dei por mim já não imaginávamos a nossa vida um sem o outro.

Passados menos de 2 anos, alugámos a nossa primeira casa e planeávamos o nosso casamento, um dia muito feliz, eu estava muito nervosa, chorei desde que saí de casa até sair da igreja, mas não com medo... e apesar de, anteriormente, nunca ter tido grandes sonhos com casamentos, achava que o dia que acontecesse só faria sentido se fosse para a vida inteira...

Não posso dizer que não temos as nossas discussões, mas no fim resolvemos sempre tudo conversando e nunca impondo a ideia de um ao outro mas sim respeitando-nos mutuamente, desde o início impusemos uma regra no nosso relacionamento: nunca nos deitarmos zangados, tem resultado...

Gostaria de poder dizer que o nosso casamento será para sempre, mas uma coisa te posso dizer: amar-te-ei para sempre... foste tu que me ensinaste o que é o amor, foi contigo qu me tornei mulher, deste-me o que de mais valioso tenho na vida: a nossa filha, e tudo o que construimos até aqui tem um valor incalculável!
Este é para ti!!
Hoje estou...:
publicado por Carla às 17:56
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Lobo Bom a 17 de Abril de 2007 às 10:41
Queres casar comigo?:)))
Também foi o teu jeito doce que me conquistou, a tua amizade, a tua inteligência os teus sonhos.
Até te conhecer nunca tinha namorado com mulher nenhuma mais de 3 meses. Sempre esquisito quanto a escolha das mulheres. Na brincadeira os amigos perguntavam se eu era do outro mundo e andava a procura de algum extra terrestre.
Mas não! Procurava uma verdadeira mulher e não mais uma igual a tantas outras. Foi a ti que escolhi para casar, também não sei se será para sempre mas nunca te irei esquecer porque hoje sou este homem que tu ajudaste a crescer.



De Carla a 17 de Abril de 2007 às 10:46
;))))
Mas no fundo, no fundo encontraste uma extraterrestre, não?! Complicada mais que a dose, chata, que pensa demais (como tu dizes), etc, etc....
Beijos
De Lobo Bom a 17 de Abril de 2007 às 10:59
Vulcãozinho,
Na verdade quando comprei o pacote não eras assim tão complicada. Agora chata nunca foste.
Mas entendo que estas a passar uma fase da tua vida que ou vai ou racha. Tens sonhos e agora chegou a altura de os realizar antes que seja tarde.
Acho muito bem! A vida é mesmo assim.
Mas aceito isso tudo desde que seja a dois, porque eu quero estar ao teu lado nesses sonhos.
Estuda, corre, voa, brinca...mas continua a ser minha amante e companheira que é a única coisa que peço.
E não é pedir muito.
Sem Cera...


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Quero férias!!

. A magia da noite

. 7 verdades sobre mim...

. ... e outra vez!

. Fui nomeada uma...

. Cansada...

. Íman

. Que saudades...

. ...

. Pequeninas grandes coisas...

.arquivos

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds